Todo Um Mundo de Influencers!

Resolvi deixar para o fim aquilo que ditou o início, o blogue.

Foi por ele que tudo começou, o gosto pela escrita, a partilha, essencialmente o diário, que a vida passa num ápice e um dia vou certamente querer reviver cada etapa.

É certo que uma imagem reflete mais que mil palavras. Ainda assim, perdem-se pormenores na história, aqueles que só as entre linhas nos deixam ler.

É assumido que não tenho tempo, pelo menos não o que gostaria, e que traz a qualidade necessária, a que quem está do outro lado, merece ter. Talvez por isso estamos mais em modo visual.

Não se iludam, não dá menos trabalho. 

Criar conteúdo de interesse exige tempo, coisa que quem ainda acredita no “vou ser influencer a qualquer custo, devia perceber.

Não chegámos com esse intuito,ainda que me questionem muitas vezes: “parece que o teu instagram não cresce” 

Ele cresceu, cresceu na qualidade, cresceu nas pessoas que todos os dias têm um comentário generoso, cresceu quando já por 3 vezes nos abordaram na rua a dizer que somos iguais ao que está nas fotos, cresceu quando o público alvo se tornou maioritariamente feminino, e ao pé disso, os números são só isso, números.

O instagram é um negócio, vai da decisão de cada um investir nele.

Não condeno quem o faça, faz todo o sentido quando investimos em conteúdo de trabalho, quando uma marca acredita na nossa imagem para transmitir a segurança de um produto com o qual nos identificamos.

Confusão e muita faz-me o pagar só porque sim, o alimentar uma máquina que comparo a um casino, jogamos uma nota de vinte, saiem uns seguidores como prémio, só para criarmos a ilusão que se formos a jogo mais vezes a probabilidade de ganharmos visibilidade e números se torna maior, números alimentados de dinheiro, mas efetivamente com o seu cada um faz o que quer.

Posto isto não somos “influencers” mas continuamos a gostar de estar por aqui, de falar diariamente com quem nos acompanha nesta aventura, de partilhar um dia a dia sem grandes filtros, tirando os dias com mais olheiras vá.

Continuamos a partilhar coisas boas, por aqui a vida não é cor de rosa, por aqui o ano não termina da melhor forma, mas as tristezas não acrescentam valor.

Obrigada a quem nos atura ainda que não influenciemos grande coisa?!

Processed with VSCO with a9 preset

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *